Quinta-feira, 25 de Janeiro de 2018

...

João Pinto Coelho.jpg

À conversa com ...

O vencedor do Prémio Leya 2017 foi João Pinto Coelho. O escritor foi distinguido com o romance "Os loucos da rua Mazur".

O livro fala da violência e da vida de uma pequena comunidade situada na Polónia antes, durante e depois da guerra.


João Pinto Coelho já tinha sido finalista do Prémio Leya em 2014, mas foi agora que conquistou o maior prémio para uma obra inédita escrita em língua portuguesa.

No dia 27 de janeiro, a Biblioteca assinalou na nossa escola o "Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto".

IMG_4138.JPGIMG_4139.JPG

1.jpg2.jpg

30.jpg5.jpg

10.jpg6.jpg

13.jpg17.jpg

O escritor João Pinto Coelho, Prémio Leya 2017 e investigador do holocausto, foi o nosso convidado.de honra.

3.jpg

Após uma breve apresentação do autor, a Sofia Freire, do 10º ano, turma C, leu um excerto da obra premiada, Os Loucos da Rua Mazur.

25.JPG

Durante cerca de 90 minutos, prendeu a atenção da assistência: com base na sua obra publicada, nomeadamente o romance Perguntem a Sarah GrossOs Loucos da Rua Mazur, o escritor apresentou uma comunicação sobre a temática do holocausto, mas também sobre a violência irracional perpetrada durante a 2ª guerra mundial.

Durante a sessão, o autor respondeu a todas as questões colocadas pelos alunos.

27.JPG

No final teve lugar a tão aguardada sessão de autógrafos…

 28.JPG

29.JPG

Após esta sessão de autógrafos, o autor deu uma entrevista aos alunos do QTV Palmeiras.

Porque é necessário que a humanidade aprenda com os seus erros, está patente no espaço do Centro Pedagógico Interpretativo uma exposição intitulada Shoá, a catástrofe do holocausto.

Uma exposição, na Escola Secundária Quinta das Palmeiras. Um convite à reflexão e à ação.

O Holocausto foi um capítulo triste na história recente da humanidade. Teve o seu início com a ascensão de Adolf Hitler ao poder, na Alemanha, em 1933, e intensificou-se durante a Segunda Guerra Mundial, consistindo na perseguição e no aniquilamento de cerca de 6 milhões de judeus pelos nazis e seus colaboradores. Ciganos, pessoas com deficiência, homossexuais, negros e dissidentes políticos também foram perseguidos por razões étnicas ou nacionais. Mas mesmo em condições extremamente adversas, alguns conseguiram refugiar-se noutros países, outros conseguiram simplesmente resistir e sobreviver, muitos deles com ajudas de seres humanos corajosos que, enfrentando e resistindo ao terror nazi, colocavam a sua vida em perigo para salvar outras vidas.

A exposição Shoá, a catástrofe do holocausto, patente no CPI da Escola Quinta das Palmeiras, convida à reflexão acerca dos limites do sofrimento humano e das injustiças e horrores que o ser humano é capaz de cometer sobre outros seres humanos; acerca da abnegação e da capacidade de amar e de lutar para defender ideais; mas também acerca da importância da convivência, e de como queremos viver uns com os outros, hoje e amanhã. A exposição estará aberta ao público entre os dias 29 de janeiro e 9 de fevereiro e associa ainda um conjunto de atividades. Para  além da apresentação do livro Os loucos da rua Mazur, pelo seu autor, podem ser  visionados filmes e documentários alusivos a este tema. O seu objetivo é reforçar a ideia de que aprender e recordar são ações fundamentais para que o Holocausto sirva como um alerta e um ensinamento para a nossa e futuras gerações, para que possamos evitar e combater inúmeros genocídios, perseguições e graves violações dos direitos humanos que continuam a ocorrer em várias partes do mundo.

publicado por becre-palmeiras às 16:08

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.A NOSSA BIBLIOTECA

.FORMAÇÃO DO UTILIZADOR

.posts recentes

. Miúdos a Votos

. CONCURSO NACIONAL DE LEIT...

. Miúdos a Votos

. Miúdos a Votos

. Miúdos a Votos - A Campan...

. Boa Páscoa!

. ...

. ...

. NANOCONTOS

. CNL - Fase Municipal

.arquivos

.Novidades de abril 2018

.links

.Um poema neste dia ...

Poema ao acaso

.Abril 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
18
19
21
22
23
25
26
27
28
29
30

.Estão por cá ...

.Passaram por cá ...

free web counter